quarta-feira, julho 05, 2006

INDIFERENÇA

Não há indiferenças…não há porque pura e simplesmente não nos está no sangue a possibilidade de indiferenciar…
Se pensas que o que fizeste é indiferente não poderias estar mais errado…a tua escolha de virar numa rua em detrimento de outras 999, embora tenha sido um acto irracional e sem lhe dar grande importância, quer dizer que escolheste uma milésima de possibilidades para aquilo que será o teu futuro em tudo…
Repara, fizeste um caminho que ao olhares para trás se biforca milhões de vezes, cada vez que escolheste virar aqui ou parar ali…aquele copo de água que bebeste tirou-te do sitio onde estavas…ao atravessares a rua em busca de sombra deixaste de te cruzar com oportunidades e acabaste por te cruzar com outras…nada é indiferente a nada…todas as pequenas acções que escolheste ou que irreflectidamente fizeste formam aquilo que és agora neste momento…e este texto fazer-te-á diferente daqui a 5 minutos, não por ser bom, mas por o estares a ler em vez de estares a fazer outra coisa…
Não é matemática, mas é qualquer coisa parecida…em que o somatório de todos os teus passados te dão este presente…porque vieste até aqui e porque daqui sairás.
Não há indiferenças…tudo mexe connosco.
Não és indiferente a ninguém e ninguém te é indiferente…porque a indiferença não existe…tu não dás a esmola àquela criança, mas se sabes que havia uma criança é porque a recordas, é porque ela te marcou, é porque ela não te foi indiferente…
Por isso quando dizes que alguém te é indiferente podes dizê-lo como arma, não como sentimento…dizeres isso é usares uma arma para atingir alguém, como usares uma pistola ou uma bandeira branca…se dizes que essa pessoa te é indiferente já a estás a pôr no teu caminho…já sabes que ela existe…já sabes que ela te marcou para quereres passar para ela a ideia de que te é indiferente…por isso eu digo, que tudo o que conhecemos, exactamente por termos esse conhecimento, não nos pode ser indiferente.
Porque toda a gente já se deitou a pensar nessas pessoas e coisas "indiferentes" e porque toda a gente já se levantou com esses pensamentos na cabeça...

10 Comments:

Blogger jomaolme said...

De facto a indiferença acaba por não existir, pq ao querermos indiferenciar, já estamos a dar demasiada importancia!!

Beijokas

11:55 da manhã  
Anonymous Rosarinho said...

hummmm...isso terá alguma coisa a ver com o que se tem passado?
essa situação está a fazer-te pensar de mais...descontrai um bocado!
beijinho

11:30 da tarde  
Blogger Principessa said...

+ um post que não nos vai deixar sair daqui indfiferentes... ;)

12:06 da manhã  
Blogger lagarto said...

rosarinho: seja bem vinda!
tudo tem a ver tudo, mas este post, pelo menos conscientemente ñ está directamente relacionado com as confusões k têm havido...pk indiferente foi o k eu ñ fikei!lol! antes tivesse ficado...

princi: como eu disse no post, ñ é por ser bom ou mau, é pk a partir do memonte k conheces algo isso irá influênciar tudo o resto k se seguir...

obrigado pela visita*

3:35 da tarde  
Blogger lagarto said...

no comentário acima "memonte# é obviamente "momento"...desculpem mas isto já são efeitos directos da eliminação aos pés dos franceses...

3:37 da tarde  
Blogger Wisper said...

ora ai está uma grande constatação e verdadeirissima... tens toda a razão... indiferença é apenas uma palavra nada mais...

beijinhos

3:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Here are some links that I believe will be interested

7:59 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Here are some links that I believe will be interested

11:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Very best site. Keep working. Will return in the near future.
»

7:20 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

I say briefly: Best! Useful information. Good job guys.
»

2:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home